Webmail

Convênios

Acesse aqui os convênios conquistados pela APCD de Franca para seus associados.

Aniversariantes

A APCD parabeniza a todos os associados que estão aniversariando e deseja felicidades e muitas alegrias nesta data. Acesse Aqui


Curriculos


Home
Pesquisadores testam tratamento menos nocivo para candidíase oral PDF Imprimir E-mail
Escrito por APCD Franca   
Ter, 30 de Agosto de 2016 15:02

Método é aplicado em 60 idosos que têm infecções pelo uso de dentaduras. Doença causa dor de garganta, manchas e rachaduras nas laterais da boca.


Um equipamento que utiliza luz associado ao Photodithazine, um pó composto por um tipo de sal dissolvido em água, é testado na Faculdade de Odontologia da Universidade Estadual Júlio de Mesquita Filho (Unesp), em Araraquara(SP), no tratamento menos nocivo para candidíase oral. Os pesquisadores aplicaram o método em 60 pacientes idosos, que têm infecções causadas pelo uso de próteses, como dentaduras, e perceberam melhora completa da lesão em alguns pacientes. A pesquisa deve ser concluída até março de 2017.

A doença causada pelo fungo Candida albicans na região bucal ocasiona manchas brancas ou avermelhadas, dor de garganta e até rachaduras nas laterais da boca. A infecção é mais comum em crianças, idosos, pacientes em quimioterapia, e em pessoas que estão com o sistema imunológico comprometido.

Segundo os cientistas, entre os principais tratamentos está o bochecho de produtos que têm alto teor de fungicida e álcool e que, portanto, podem causar irritação na mucosa dos pacientes.

O professor e doutor Vanderlei Bagnato, que coordena o Grupo de Óptica do Instituto de Física de São Carlos (IFSC/USP), explicou que a candidíase já demonstra resistência aos fungicidas, o que tem exigido a elaboração e o desenvolvimento de outras técnicas.

“No caso dessa doença, as infecções evoluem para quadros clínicos extremamente perigosos. Há casos de superbactérias e de infecções que não tem como mais controlar. Então, agora, a ciência tem que fornecer essas soluções”, disse.

Testes
Diante dos fatos, os testes aplicados em 126 camundongos revelou que o novo método deve melhorar a qualidade do tratamento de quem sofre com candidíase oral.

Nos testes in vivo, camundongos fêmeas de seis semanas foram infectadas e passaram pelo tratamento, uma vez por dia, ao longo de cinco dias.

Após um intervalo de oito dias, os pesquisadores analisaram as línguas dos animais tratados e observaram a eficácia na eliminação dos microrganismos.

Como funciona
Com o novo método, basta enxaguar a região lesionada com o Photodithazine e receber a aplicação de luz de laser em 660 nanômetros, intensidade amplamente utilizada na área de odontologia, ou LED. O pó é absorvido pelos microrganismos presentes na região infectada e ao receber a iluminação, o paciente tem a melhora da infeção.

Com a mesma eficiência dos tratamentos convencionais, essa reação oxidativa elimina os microrganismos sem afetar o tecido humano e sem o uso de agentes agressivos ou fungicidas que podem causar danos ao fígado.

Resultados
Segundo a professora e doutora Ana Claudia Pavarina, da Faculdade de Odontologia que coordena a pesquisa, a aplicação da técnica tem sido positiva nos estudos clínicos. “No final das aplicações houve a melhora completa da lesão em alguns pacientes. Nos que tinham lesão grau dois, a infecção se apresentou como grau um ao final do tratamento”, informou.

Regulamentação
Para tornar a técnica um procedimento regular, Ana explicou que tem trabalhado na validação de protocolos adequados e na autorização dos órgãos da área de saúde. Ela ressaltou também que a pesquisa clínica é longa, uma vez que o trabalho é feito com pacientes idosos.  Além disso, como o estudo faz parte da tese de doutorado da pesquisadora da Unesp Fernanda Alves, os cientistas pretendem concluir a pesquisa até março de 2017.

Fonte: G1

 

 

Colaboradores


Fornecido por Joomla!. Designed by: Free Joomla 1.5 Theme, cc top level domain. Valid XHTML and CSS.

The dial is replica watches made of bright dark blue sapphires, with 144 brilliant cut diamonds set in the center of the replica watches uk dial, and 58 Wesselton diamonds set in 18k white gold bezel to replica watches sale brighten the starry blue night sky. Montblanc Bao Xi series of external frame Tourbillon thin watch with festive festival bloom dazzling light, bright and elegant, "Bao Xi female" Radiant look and replica watches online self-confidence and independence.